Job Content

23/02/2024

Você já ouviu falar em disbiose intestinal? Esse termo pode parecer complexo à primeira vista, mas desvendar seus mistérios pode ser fundamental para entender e tratar uma série de problemas de saúde. Neste artigo, vamos explorar o que é a disbiose intestinal, suas causas e as opções de tratamento disponíveis.

O que é disbiose intestinal?

Em resumo, disbiose intestinal é um termo usado para descrever um desequilíbrio na composição e função da microbiota intestinal, a comunidade de microrganismos que vivem no trato gastrointestinal. 

Normalmente, a microbiota intestinal é composta por uma grande diversidade de bactérias benéficas, fungos, vírus e outros microrganismos que trabalham em simbiose com o nosso corpo para manter a saúde e o equilíbrio do sistema digestivo e do sistema imunológico. 

No entanto, quando ocorre a disbiose, há uma alteração nessas comunidades, com um crescimento excessivo de microrganismos prejudiciais e uma diminuição das bactérias benéficas.

Microorganismos presentes na microbiota intestinal

Em resumo, a microbiota intestinal é extremamente complexa e diversificada, composta por trilhões de microrganismos diferentes. Algumas das bactérias mais importantes e abundantes que fazem parte da microbiota incluem:

  • Bacteroidetes: São bactérias gram-negativas que desempenham um papel fundamental na degradação de fibras vegetais e na produção de ácidos graxos de cadeia curta, como o butirato, que é essencial para a saúde intestinal.
  • Firmicutes: Essas bactérias também estão envolvidas na degradação de fibras vegetais e na produção de ácidos graxos de cadeia curta. Além disso, estudos sugerem que o aumento da proporção de Firmicutes em relação a Bacteroidetes está associado à obesidade e a distúrbios metabólicos.
  • Lactobacilos e Bifidobactérias: São bactérias probióticas, ou seja, bactérias benéficas que ajudam a manter o equilíbrio da microbiota e a proteger contra patógenos prejudiciais. Elas também estão envolvidas na fermentação de carboidratos e produção de vitaminas.
  • Enterococcus: Algumas espécies de Enterococcus também são consideradas probióticas, pois podem auxiliar na defesa contra patógenos e apoiar a saúde intestinal. 

Quais são os sintomas da disbiose intestinal? 

Os sintomas da disbiose intestinal podem variar de pessoa para pessoa e podem incluir uma variedade de manifestações gastrointestinais e sistêmicas. Entre os principais podemos destacar:

  • Distúrbios gastrointestinais: Inchaço abdominal, gases excessivos, dor abdominal ou cólicas, constipação e diarreia;
  • Sintomas sistêmicos: Fadiga persistente, alterações de humor, como ansiedade ou depressão, dificuldade de concentração, insônia ou distúrbios do sono, dores articulares e musculares.

É importante ressaltar que a disbiose intestinal pode não apresentar sintomas óbvios em alguns casos e pode ser diagnosticada apenas por meio de exames específicos, como análise de fezes para avaliar a composição da flora intestinal. Por isso, é recomendável buscar orientação médica para um diagnóstico adequado e um plano de tratamento personalizado.

Como cuidar da disbiose intestinal?

Em geral, a disbiose intestinal pode ser causada por uma série de fatores, incluindo dieta inadequada, uso excessivo de antibióticos, estresse crônico, infecções, entre outros. 

Sendo assim, esse desequilíbrio na microbiota pode levar a várias consequências negativas para a saúde a longo prazo. Por isso, os prebióticos para disbiose (como FOS e GOS) e minerais, como zinco, selênio e magnésio, encontrados nas cápsulas LL1, são fundamentais para promover a saúde intestinal. 

Isso porque, os prebióticos estimulam seletivamente o crescimento e a atividade das bactérias benéficas, auxiliando na restauração do equilíbrio da microbiota. Logo, ao consumir as cápsulas LL1 regularmente, podemos favorecer o crescimento das bactérias benéficas, aumentar a produção de ácidos graxos de cadeia curta e melhorar a saúde intestinal. 

Além disso, os minerais presentes na composição das cápsulas LL1 desempenham um papel vital para a manutenção da saúde das células intestinais e na integridade da barreira intestinal.

EFEOM LL1: Promove equilíbrio intestinal, revertendo a disbiose de forma natural

Com todas as informações apresentadas é possível entender que a disbiose intestinal é um desequilíbrio na composição da microbiota intestinal, que pode ter implicações significativas para a saúde. 

As bactérias benéficas, como Lactobacilos e Bifidobactérias, são essenciais para manter o equilíbrio da microbiota e promover a saúde intestinal. 

Portanto, ao incluir o uso diário de suplementos ricos em prebióticos e minerais como as cápsulas LL1, podemos combater a disbiose intestinal e promover uma microbiota saudável, contribuindo para a saúde geral do intestino e do corpo.

Por fim, confira mais sobre os benefícios das cápsulas através do nosso site. Para acompanhar novos conteúdos, acesse o Blog da Efeom

Fonte: Gomes AC, Hoffmann C, Mota JF. The human gut microbiota: Metabolism and perspective in obesity. Gut Microbes. 2018 Jul 4;9(4):308-325. doi: 10.1080/19490976.2018.1465157. Epub 2018 May 24. PMID: 29667480; PMCID: PMC6219651.

Notícias relacionadas