efeom

15/09/2021

Nosso intestino é povoado ou colonizado pela microbiota intestinal. Você sabe qual é a sua importância?

Essa microbiota é composta por diferentes espécies de microrganismos (bactérias, vírus e fungos) classificadas e categorizada por gênero, família, ordem e filos que habitam a luz intestinal. O trato gastrointestinal humano contém uma comunidade microbiana abundante e diversa que reúne mais de 100 trilhões de microrganismos, o que torna o intestino um dos habitats microbianos mais densamente povoados conhecidos na Terra. Cada indivíduo possui um perfil único da microbiota intestinal, que desempenha funções específicas no metabolismo de nutrientes do indivíduo, manutenção da integridade estrutural da barreira da mucosa intestinal, imunomodulação e proteção contra patógenos.

Apesar da variação interindividual, um equilíbrio saudável entre hospedeiro e microrganismo deve ser respeitado para que as funções metabólicas e imunológicas sejam realizadas de maneira ideal e evitando o desenvolvimento de doenças. Fatores como estresse, excesso de peso, e uma dieta desbalanceada podem levar à disbioses (desequilíbrio da microbiota intestinal), destacando a estreita relação mutualística entre as variações da microbiota intestinal e distúrbios intestinais, metabólicos e neurológicos.

Assim, compreender a causa ou consequência desses equilíbrios da microbiota intestinal na saúde e na doença, e como manter ou restaurar uma composição saudável da microbiota intestinal vem se tornando uma prioridade para o desenvolvimento de novos suplementos e terapias de prevenção e tratamento de doenças.

Fonte:

RINNINELLA, E. et al. What is the Healthy Gut Microbiota Composition? A Changing Ecosystem across Age, Environment, Diet, and Diseases. Microorganisms, v. 7, n. 1, p. 14, 10 jan. 2019.

Notícias relacionadas