efeom

22/10/2021

A silimarina e seu papel terapêutico provém de um extrato complexo de flavonoides obtidos a partir dos frutos e sementes de Silybum marianum, também conhecido como Cardo-Mariano. O Silybum marianum é um membro da família das margaridas (Asteraceae) naturalmente encontrada em regiões montanhosas do Mediterrâneo, no Norte da África e Oriente Médio, além de ser também cultivada nos EUA. Sua função terapêutica é conhecida há mais de 2.000 anos, atuando de maneira hepatoprotetora, combatendo desde hepatite, cirrose e distúrbios da vesícula biliar, até contra envenenamentos por toxinas químicas e ambientais.


O extrato de silimarina é constituído por uma família de flavolignanas: silibina A, silibina B, isossilibina A, isossilibina B, silicristina, isossilicristina, silidianina e taxifolina. Além das flavolignanas citadas, o extrato de silimarina contém também pequenas quantidades de flavonóides, ácidos graxos e compostos polifenólicos. Entretanto, as silibinas representam o principal componente biologicamente ativo (70-80%) da silimarina.

Silimarina e seu papel terapêutico


A silimarina apresenta forte capacidade antioxidante e de eliminação de radicais livres [espécies reativas do oxigênio (ROS) e nitrogênio (RNS)], induzindo a produção de enzimas antioxidantes como a superóxido dismutase (SOD), aumentando o conteúdo de glutationa celular (GSH), inibindo a peroxidação lipídica, além da quelação de íons metálicos (como o ferro e cobre). Recentemente, diferentes estudos têm demonstrado que a silimarina possui efeito anti-inflamatório por meio da supressão da via de sinalização pró-inflamatória de NF-κB e produção de TNF-α. Desta forma, a silimarina tem revelado possuir também efeitos imunomoduladores inibindo a função de linfócitos T. Além disso, o uso da silimarina tem capacidade de atenuar doenças autoimunes, alérgicas, pré-eclâmpsia, câncer e doenças hepáticas imunomediadas além de reduzir o estresse oxidativo (ROS) e nitrosativo (RNS), bem como a imunotoxicidade.


Assim, fica claro que a silimarina possui um papel terapeutico e tem um amplo espectro de funções imunomoduladoras sob diferentes condições e potencial ainda inexplorado. na proteção contra outras doenças
imunomediadas.

ESMAEIL, N. et al. Silymarin impacts on immune system as an immunomodulator: One key for many locks. International Immunopharmacology, v. 50, n. May, p. 194–201, set. 2017.

Notícias relacionadas