efeom

17/12/2021

A silimarina pode ser uma ótima aliada no tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), entenda os seus benefícios!

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é uma das alterações endócrinas mais comuns em mulheres em idade reprodutiva, podendo atingir até 26% dessa população. 

A SOP também é conhecida como síndrome de Stein-Leventhal. É definida por um aumento de tamanho dos ovários, que criam várias bolsas cheias de líquido (cistos). Além disso, também há o aumento da produção de hormônios masculinos em mulheres férteis. 

Nesse sentido, a SOP também está associada a vários sintomas clínicos, como menstruação irregular, infertilidade, hirsutismo (aumento da quantidade de pelos corporais), resistência à insulina, surgimento de acne e ganho de peso. Sintomas que impactam diretamente sobre a saúde e qualidade de vida da mulher. 

Na SOP há secreção anormal de gonadotrofinas e esteróides ovarianos que estão associados à resistência à insulina. Sendo assim a insulina estimula a síntese de hormônios masculinos, levando os ovários a produzirem muita testosterona, androstenediona e dehidroepiandrosterona em pacientes com SOP. 

Contudo o excesso dos hormônios masculinos pode desempenhar um papel patológico no desenvolvimento de graves distúrbios endócrinos e metabólicos associados à SOP. 

Sendo assim, mulheres com SOP são mais propensas a ter diabetes tipo 2, resistência à insulina, intolerância à glicose, obesidade, infertilidade e doenças cardiovasculares.

Ainda assim, há diferentes estratégias de tratamento que são utilizadas para pacientes com SOP, como modificação do estilo de vida, indução da ovulação, terapias hormonais, sensibilizadores de insulina, entre outros. 

No entanto, devido aos fortes efeitos colaterais dos medicamentos, vem crescendo a tendência de uso de fitoterápicos como antioxidantes naturais e agentes anti-inflamatórios para regular alterações do metabolismo em mulheres com SOP, atenuando sintomas e contribuindo para melhora da qualidade de vida.

Silimarina para o tratamento da SOP

Você sabia que a silimarina tem um papel importante no tratamento da SOP? A silimarina é um flavonóide extraído do cardo mariano (Silybum marianum), e possui diversas propriedades farmacológicas benéficas à saúde. A silimarina é comumente usada para proteção do organismo. E, por conter propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e hepatoprotetoras, é muito usada para problemas no fígado.

Nesse sentido, por ter efeito anti-angiogênico a silimarina reduz a proliferação de células foliculares, reduzindo assim a produção de hormônios masculinos como a testosterona e aumentando a produção de progesterona, hormônio dominante após a ovulação. 

A silimarina também atua inibindo as Cicloxigenase (COX) e consequentemente reduzindo o processo inflamatório. Esse fármaco também reduz o estresse oxidativo e influencia a via de sinalização da insulina, reduzindo assim os níveis de glicose no sangue e, portanto, diminuindo os sintomas da SOP. 

Outro efeito da silimarina é diminuir os níveis de colesterol circulante, contribuindo para prevenção de doenças cardiovasculares na SOP.

Assim, o consumo regular de suplementos que contenham silimarina podem ser uma nova abordagem para o tratamento e controle da SOP, levando à melhora metabólica, hormonal e de qualidade de vida para essas mulheres.

Outros usos para a Silimarina

A Silimarina além dos efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e hepatoprotetor, já citados, também: 

  • Melhora do intestino e do sistema digestivo em geral;
  • Modula o equilíbrio da microbiota (pelo estímulo à proliferação de lactobacillus e bifidobactérias, o que teria importante efeito papel imunomodulador).
  • Possui ação anti-hepatotóxica, isso significa, ter ativos de proteção ao fígado, ajudando assim no tratamento de doenças hepáticas.

Mudanças de hábito também ajudam no SOP

Em resumo, a origem da SOP ainda é desconhecida porém existem agravantes que podem potencializar a doença, como estar fora do peso. Sendo assim, mudanças na rotina e no estilo de vida podem ajudar a suavizar os efeitos da doença.

Desta forma cuidando de um conjunto de fatores tais como: alimentação adequada para manter o peso ideal, diminuir o consumo de açúcar, modulação do intestino e regular a menstruação, podem auxiliar a Silimarina e também dar suporte de micronutrientes para potencializar a detoxificação hepática e promover ação antioxidante que será benéfica para todo o organismo.

Quer ter acesso a mais informações sobre saúde? Continue acompanhando o nosso blog!


Fonte:
Ashkar F, Rezaei S, Salahshoornezhad S, Vahid F, Gholamalizadeh M, Dahka SM, Doaei S. The Role of medicinal herbs in treatment of insulin resistance in patients with Polycystic Ovary Syndrome: A literature review. Biomol Concepts. 2020 Mar 26;11(1):57-75. doi: 10.1515/bmc-2020-0005. PMID: 32229652.

Notícias relacionadas