efeom

23/11/2021

A suplementação de magnésio é benéfica para o corpo, pois em quantidades adequadas há redução de chances de desenvolver diabetes tipo 2, AVC e outras doenças.

O magnésio (Mg) é um mineral de grande importância fisiológica, ele participa como co-fator de mais de 300 reações enzimáticas no organismo humano, sendo um dos minerais mais abundantes no corpo humano.

Porém, quando há deficiência desse elemento no organismo  a resistência periférica à insulina pode aumentar, especialmente em pessoas com predisposição ou que já possuem o diabetes tipo 2. 

Sendo assim, a falta do magnésio no organismo pode enfraquecer os ossos e desencadear até mesmo um AVC. Porém os sintomas mais corriqueiros da deficiência de magnésio são: fraqueza, fadiga, perda de apetite, náusea e vômito. 

Além disso, se não houver uma reposição do mineral, por meio da alimentação ou da suplementação podem aparecer sintomas como: formigamentos, cãibras, alterações de humor, arritmia cardíaca e baixos níveis de cálcio e potássio no corpo, que são imprescindíveis na formação óssea.

Os alimentos ricos em magnésio.

O magnésio é um mineral que pode ser facilmente ingerido, tendo uma dieta equilibrada. Ele é encontrado em cereais integrais como a linhaça e gergelim, vegetais folhosos verdes como o espinafre e a acelga, nozes, frutas, legumes e tubérculossementes. 

Assim também, muito presente nas oleaginosas: como castanhas, amêndoas e amendoim. Sendo assim, a recomendação diária de ingestão de magnésio é de 310 a 320 mg e 400 a 420 mg para mulheres e homens adultos, respectivamente.

Além disso, o Magnésio age na metabolização da glicose e também participa de outros processos de produção de energia. Também, atua na formação da estrutura óssea, na síntese de DNA, RNA e glutationa, principal antioxidante no combate aos radicais livres e na recuperação celular. 

Sendo assim a suplementação de magnésio é necessário ao organismo para produção de proteínas, para o bom funcionamento do sistema nervoso, regulação de contrações musculares, controle da pressão arterial e da glicemia.

Suplementação de magnésio e a diabetes tipo 2

Estudos recentes indicam que a falta da quantidade adequada de magnésio no organismo pode provocar e, assim, aumentar as chances de desenvolver diabetes tipo 2. 

O diabetes mellitus tipo 2 é uma doença crônica que afeta o metabolismo de glicose, devido a produção inadequada de insulina ou ao desenvolvimento de resistência à insulina. 

Entretanto, estudos populacionais indicam que o diabetes tipo 2 é frequentemente acompanhado por alterações do status do Mg. Desta forma, a deficiência crônica de Mg ou a hipomagnesemia clínica são comuns em pacientes com diabetes tipo 2. 

Especialmente naqueles com perfil glicêmico mal controlado, com maior tempo de doença e com presença de complicações crônicas do diabetes como doenças cardiovasculares; retinopatia; nefropatias.

Isso acontece porque o Mg é um importante regulador da via da insulina e do metabolismo da glicose. O Mg intracelular desempenha um papel fundamental na regulação da ação da insulina e captação de glicose mediada pela insulina. 

Casos de deficiência, onde as concentrações de Mg intracelular são reduzidas, resultam em prejuízo na ação da insulina e piora da resistência à insulina devido ao mau funcionamento dos receptores de insulina em pessoas com diabetes tipo 2. 

Outro papel de extrema importância do Mg está na manutenção da saúde vascular, contribuindo para prevenção de doenças cardiovasculares comumente associadas ao diabetes descompensado.

Contudo, os benefícios da suplementação de Mg no perfil metabólico de pessoas com diabetes tipo 2 são evidentes. No entanto, a deficiência de Mg também é presente de forma silenciosa e muitas vezes de difícil diagnóstico em pessoas não diabéticas, sendo que baixa ingestão de Mg na dieta tem sido relacionada não só ao desenvolvimento de diabetes tipo 2, mas também de outras doenças crônicas como a síndrome metabólica. 

Por isso destaca-se o papel potencial da suplementação de Mg como uma estratégia adicional na prevenção e controle do diabetes tipo 2.

Quer ter acesso a mais conteúdos relacionados à saúde? Continue acompanhando o nosso blog!


Fonte:
Barbagallo M, Dominguez LJ. Magnesium and type 2 diabetes. World J Diabetes. 2015 Aug 25;6(10):1152-7. doi: 10.4239/wjd.v6.i10.1152. PMID: 26322160; PMCID: PMC4549665.

Notícias relacionadas