efeom

19/07/2022

O bom funcionamento do intestino reflete em todo o corpo seja pelo sono, humor ou imunidade. Entenda a importância e saiba como manter o bom funcionamento desse órgão.

O intestino é um órgão super poderoso, responsável por manter todo o corpo em funcionamento, mantendo as defesas do organismo.

Manter o bom funcionamento do intestino garante bem-estar e qualidade de vida, melhorando a pele, humor, sono e até mesmo a saúde mental. Visto que é no intestino que é produzida quase 90% da serotonina do nosso organismo. O intestino tem mais de 100 milhões de neurônios conectados à região cerebral.

Porém manter o bom funcionamento do intestino pode ser uma tarefa difícil, quando se tem má alimentação, consumo excessivo de açúcares, álcool e cigarro. Por isso, e outros fatores é que segundo a Organização Mundial de Gastroenterologia, cerca de 20% da população global sofre algum tipo de problema intestinal. 

Sinais que o seu intestino não está funcionando bem

Como vimos, boa parte da população ignora os sinais de mau funcionamento do intestino. O que caracteriza períodos de constipação são: menos de três idas ao banheiro por semana, evacuações dolorosas e difíceis, fezes secas, sensação de bloqueio no intestino que impede a evacuação, evacuações incompletas.

Outros indícios de que seu intestino não está funcionando bem são episódios corriqueiros de azia, vômitos, sensação de estufamento, dor abdominal, cólicas intestinais e períodos de diarreia. Todos esses sinais indicam alterações intestinais que devem ser tratadas com orientação médica.

Agora, vamos entender um pouco melhor os processos nos quais o intestino está relacionado dentro do corpo humano. E conhecer mais sobre a importância de manter o intestino saudável: 

Produção de vitaminas

Quando em bom funcionamento, o intestino é capaz de absorver as bactérias fundamentais para a produção de vitaminas como a K2, que ajuda na fixação do cálcio dos ossos. Visto que nada adianta o consumo de cálcio por meio da alimentação ou suplementação se a vitamina K2 não estiver em níveis adequados, pois a K2 é um fator essencial nas vias metabólicas para absorção do cálcio.

Intestino e cérebro juntos para um bom funcionamento  

O bom funcionamento do intestino também ajuda no funcionamento do cérebro visto que dentro do intestino é produzido quase 90% da serotonina, do nosso organismo. Um neurotransmissor relacionado ao humor e bem-estar, popularmente conhecido como hormônio da felicidade.

Pessoas que sofrem com ansiedade e depressão tem uma menor produção de serotonina. Por isso, elas não podem sofrer com alterações ou disbiose intestinal, precisando sempre alimentar o intestino com prebióticos e probióticos, que estão presentes tanto nos alimentos quanto na suplementação, como as cápsulas Efeom LL1.

Intestino e o sistema imunológico

Quando intestino está em homeostase, ou seja, em pleno funcionamento, ele também é responsável pela produção de cerca de 70% das imunoglobulinas, anticorpos vitais que caem na corrente sanguínea influenciando no equilíbrio do sistema imunológico. 

Esses anticorpos são produzidos no intestino, assim como as proteínas de defesa. Pessoas com o intestino em disbiose, ou seja, com a microbiota irregular, sofrem com episódios de diarreia, distensão abdominal com muitos gases, arrotos, refluxos ou outras doenças mais sérias como as doenças inflamatórias intestinais, ou Doença de Crohn, interferindo na absorção dos nutrientes.

Intestino e a digestão 

O intestino delgado é o principal responsável pela absorção dos nutrientes que ingerimos nas refeições. As enzimas presentes dentro do intestino transformam as moléculas de alimentos em glicose. Desta forma todas as enzimas e neurotransmissores conseguem passar pela parede do intestino e chegar até a corrente sanguínea.

Já no intestino grosso é feita a absorção de líquidos, nesse momento grande parte da água presente vai para o bolo alimentar. Os restos alimentares não digeridos chegam ao intestino grosso, onde continua ocorrendo a absorção de água, e assim é formado o bolo fecal.

Crie hábitos para ter mais saúde intestinal

Quando o intestino funciona normalmente, os alimentos percorrem todo o sistema digestivo a uma velocidade metabólica ideal. Assim, a massa alimentar e o bolo fecal não ficam retidos, ocorrendo a evacuação no tempo adequado.

Para manter o bom funcionamento do organismo é necessário possuir principalmente bons hábitos alimentares. Para isso, se possível reduza a ingestão de carnes vermelhas e insira em sua dieta as carnes brancas, principalmente peixes, visto que os ácidos graxos e ômega-3 presentes nesse tipo de proteína ajudam no bom funcionamento do intestino.  

O consumo de fibras, junto com o aumento da ingestão de líquidos é essencial para manter a saúde um bom funcionamento do intestino. Consumir alimentos prebióticos e probióticos também auxilia na microbiota intestinal, melhorando o trato digestivo, e incentivando a formação do bolo fecal para eliminação.

O controle de peso e a prática de exercícios também contribuem para manter o intestino saudável. Visto que o excesso de gordura eleva a produção de insulina, um hormônio que regula a glicose.

Mantendo esses hábitos o intestino estará em pleno funcionamento o que será sentido em todo o corpo, melhorando assim seu humor, qualidade de sono e imunidade. 

Além disso, conte com o EFEITO EFEOM um suplemento que contém betaglucanos e minerais, na proporção ideal para multiplicar as populações de lactobacilos e bifidobactérias. De forma a proporcionar uma remodelação da microbiota intestinal, aumentando, inclusive, a produção da serotonina intestinal.

Continue lendo os outros artigos do nosso blog para entender ainda mais a importância desse órgão tão poderoso.

Notícias relacionadas